• by

How to describe my fascination with this book? I can’t recall much of the story, there are details that fled my memory, but I’ll never forget the afternoon in which I read it for no other book made me grew up so much in such a few hours. All books touch us and contribute for the development of the reader as a person, but only with “A Lua de Joana” did I understood that. This is the only book that made me feel that change so acutely. When I started reading it I was one person and was another, completely different, when I finished it. In that afternoon I lived a life. I made the same choices as the protagonist, I lived through the consequences, I messed things up like her, and I
learned with her mistakes. I’ve lived through her so that I didn’t have to do those mistakes. If up until that time I read for escapism, to go on adventures, this book taught me that books have lives within them, that allow us to learn with the mistakes of others so that, when we face the same situation, we may be better prepared and might chose wisely.


Como descrever o meu fascínio por este livro? Já não me lembro muito da história, há detalhes que fugiram da memória, mas nunca vou esquecer a tarde em que o li pois nunca nenhum outro livro me fez crescer tanto em tão poucas horas. Todos os livros nos tocam e contribuem para o desenvolvimento do leitor como pessoa, mas só com “A Lua de Joana” o percebi. Este foi o único livro que me fez sentir tal mudança de forma mais acentuada. Quando o comecei a ler era uma pessoa e era outra, completamente diferente, quando o acabei. Naquela tarde vivi uma vida. Fiz as escolhas da protagonista, vivi as suas consequência, errei como ela, e aprendi com os erros que ela cometeu.
Vivi através dela para que não tivesse de cometer os mesmos erros. Se até ao momento em que peguei neste pequeno livro lia sobretudo por escape, para partir em aventuras, este livro ensinou-me que os livros encerram vidas em si, que nos permitem aprender com as escolhas dos outros, para que, quando confrontados com a mesma situação, estejamos
melhor preparados e possamos fazer a escolha mais acertada.

Carla Barroso – September 16, 2013

Leave a Reply