logo

Monthly Archives: December 2013

22 Dec 2013

Having only one book of choice is an almost impossible task . Books accompany me throughout life but mark a specific moment . The books have been to me as a stepping stone, a rudder for growth … therefore simplifying, could not help but choose the book I’m about to finish reading and delighting myself with. Despite not yet having just read (but certainly when this text is published it must have happened ) already marked my life.

This is a story based on true events, at least, is how the protagonist’s tells it and felt it. But the writer himself struggled to put into words because it has alot of the “supernatural” in it, or so it seems. But even so, this is now my favorite book. Because one can’t really understand where the thin line that separates fantasy from reality is. For me the most striking is that breaks with a series of paradigms about God and how I relate to Him.

“The Shack” tells the drama of a father who loses his young daughter to a serial killer . How is it possible for someone to believe in God again after something like that? That’s the magic of this book to describe the process of inner healing and show that it is never too late to forgive and be born again to life , to ourselves and to God. If someone is curious about God as a “robust african american woman ” and does not identify with the standards set by religion and history, then you will love this book as much as I do.


Ter apenas um livro de eleição é uma tarefa quase impossível. Os livros acompanham-me em toda a vida mas marcam um momento específico. O livros têm sido para mim como um degrau, um leme para o crescimento… por isso, simplificando, não pude deixar de escolher o livro que estou prestes a acabar de ler e saborear. Apesar de ainda não o ter acabado de ler (mas certamente quando este texto for publicado isso já deve ter acontecido) já marcou a minha vida.

Esta é uma história baseada em acontecimentos veridicos, pelo menos, é assim que o protagonista a conta e a sente. Mas o próprio escritor debateu-se para a colocar por palavras pois tem muito de fantástico em si, ou assim parece. Mas por isso mesmo, este é agora o meu livro preferido. Porque não se percebe muito bem onde está a linha ténue que separa a fantasia da realidade. Para mim o mais marcante é que rompe com uma série de paradigmas sobre Deus e como me relaciono com Ele. “

A Cabana” conta o drama de um pai que perde a sua filha mais nova para um serial killer. Como é que é possível alguém voltar a acreditar em Deus depois de algo assim? É essa a magia deste livro ao relatar o processo de cura interior e mostrar que nunca é tarde para perdoarmos e nascermos de novo para a vida, para nós mesmos e para Deus. Se alguém tem curiosidade em conhecer Deus na pele de uma “robusta mulher afro-americana” e não se identifica com os padrões estabelecidos pela religião e pela História, então vai amar este livro tanto quanto eu.

Catarina Alves – December 22, 2013

22 Dec 2013
22 Dec 2013

Catarina Alves – A Cabana (The Shack) / Wm. Paul Young