logo

Monthly Archives: January 2014

26 Jan 2014

Even before I read , MAUS  was already a special book. It was a gift forem my Vladek .
It became even more special while reading .
Tells the story lived by a survivor of the Holocaust.
This is a work that, through a minimalist drawing style manages to convey so many emotions.
Several books have been written and films made on this subject. Although some facts are already known, through a personal story Spiegelman put me close to the reality of Vladek in that historical period, the daily thoughts of the prisoners and the agility needed to survive minute after minute.
MAUS guide us through the Holocaust with a wonderful love story.
This is the axis of the whole story.
(And we hope to be the axis of all history to come)
Vladek and Anja, in this context of survival, experience betrayal, trust and love in their most genuine way. 
In war there is no family or every man for himself, is the environment of war that the book conveys.
Vladek and Anja took care of each other. The trust and love they felt became blind. Lived a love that brought them together during the holocaust, struggled for survival because they wanted to be the end of each other. A love that grew despite so much time apart.
Vladek is always thinking about Anja.
Anja is always thinking about Vladek.
They survived and lived VERY happy!
What makes families is the love that unites them, always.
Americans as dogs, nazis as cats, jews as mice and poles as pigs but all
  humans.
Thank you, my Vladek
Anja Lee

Mesmo antes de o ler, MAUS já era um livro especial. Foi-me oferecido pelo meu Vladek. 
Tornou-se ainda mais especial enquanto o lia.
Conta a história vivida por um sobrevivente do holocausto.
Esta é uma obra que num estilo de desenho minimalista consegue transmitir muitas emoções. 
Vários livros foram escritos e filmes realizados sobre este tema. Apesar de alguns fatos já serem conhecidos, através do relato de vida deste pai sobrevivente, Spiegelman colocou-me próxima da realidade de Vladek naquele período. Contou-me os quotidianos e pensamentos dos prisioneiros e a agilidade necessária para que conseguissem sobreviver minuto após minuto.
MAUS atravessa o holocausto com uma maravilhosa história de amor – real.
Este é o eixo de toda a história.
(E que seja o eixo de toda a História por fazer)
Vladek e Anja, neste contexto de sobrevivência, experimentam  a traição, confiança e amor nas suas formas mais genuínas.  Na guerra não há família ou na sobrevivência cada um olha por si, é o ambiente de guerra que MAUS nos transmite, em parte.
 Vladek e Anja olharam um pelo outro. A confiança e o amor que sentiam tornaram-se cegos. Viveram um amor que os uniu durante o holocausto, lutaram pela sobrevivência porque desejavam ser o final um do outro. Um amor que cresceu apesar de tanto tempo afastados.
Vladek está sempre a pensar na Anja.
Anja está sempre a pensar no Vladek.
Eles, sobreviventes, viveram MUITO felizes!
O que faz as famílias é o amor que as une, sempre. 
Americanos como cães, nazis como gatos, judeus como ratos e polacos como porcos mas todos
  humanos.
Obrigada, meu Vladek,
Anja Lee 
Lee Ferreira – January 24, 2014
26 Jan 2014
26 Jan 2014

Lee Ferreira – The Complete MAUS / Art Spiegleman